quarta-feira, 23 de outubro de 2013

MAÇAS


Não sei o nome, para mim são as maças-da-Mizarela, foi um amigo dessa freguesia que me ofereceu a enxertia.
Não se conservam muito tempo, até ao ano novo.
Muito saborosas e sumarentas.
 Esta maça, conhecida como pêro-coroado, ou pêro-rei, conserva-se muito bem quase um ano.
Doce e de polpa consistente.

 Maça-malápia, também conhecida como malápio-de-Gouveia.
Usava-se, e ainda se usa, para misturar no vinho.


A magnífica bravo-de-Esmolfe. Estas ainda são da variedade mais antiga.
Conserva-se bem.
Não fica farinhenta.

Esta anormalidade é uma variedade de Verão, costuma estar no ponto em Agosto, esta ano amadureceu só agora.
Minha avó chamava-lhe a docinha-de-Agosto.

mário

3 comentários:

  1. Um excelente naipe. Teve sorte com a colheita pois o ano parece ter sido mau para a maçã.
    Particularmente, chama-me a atenção a malápia, que eu até julgava ser um termos pejorativo usado para designar maçãs fracas.
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Maçã-malápia para misturar no vinho... Como?

    ResponderEliminar
  3. Cada vez me espanta mais este blogue! As coisas que o Amigo Mário aqui publica são surpreendentes. Obrigado pela partilha!

    Um abraço

    João

    ResponderEliminar